in

Taylor Swift se posiciona politicamente e causa controvérsia





É comum muitos artistas se posicionarem politicamente a favor de um candidato que defenda não somente aos seus interesses, mas também aos interesses dos fãs. Nesse domingo (7), enquanto o Brasil decidia o futuro político, Taylor Swift fez um post declarando seu voto a um candidato democrata nas eleições que ocorrerão no dia 6 de novembro nos Estados Unidos. A publicação fez com que a cantora ganhasse haters, alguns deles mais extremos até queimaram CDs dela.

Reservada em relação a sua opinião política, Taylor quebrou o silêncio e se posicionou a favor de Phil Bredesen, que concorre a senador pelo estado de Tenessee. “Estou escrevendo este post sobre as eleições do dia 6 de novembro, que eu votarei no estado do Tennessee. No passado eu fui relutante em publicamente falar minhas opiniões políticas, mas devido aos diversos eventos em minha vida e no mundo nos últimos anos, me sinto diferente agora. Eu sempre votei e sempre votarei com base no candidato que irá proteger e lutar pelos direitos humanos que eu acredito que todos nós merecemos neste país“, começou a cantora.







View this post on Instagram

I’m writing this post about the upcoming midterm elections on November 6th, in which I’ll be voting in the state of Tennessee. In the past I’ve been reluctant to publicly voice my political opinions, but due to several events in my life and in the world in the past two years, I feel very differently about that now. I always have and always will cast my vote based on which candidate will protect and fight for the human rights I believe we all deserve in this country. I believe in the fight for LGBTQ rights, and that any form of discrimination based on sexual orientation or gender is WRONG. I believe that the systemic racism we still see in this country towards people of color is terrifying, sickening and prevalent. I cannot vote for someone who will not be willing to fight for dignity for ALL Americans, no matter their skin color, gender or who they love. Running for Senate in the state of Tennessee is a woman named Marsha Blackburn. As much as I have in the past and would like to continue voting for women in office, I cannot support Marsha Blackburn. Her voting record in Congress appalls and terrifies me. She voted against equal pay for women. She voted against the Reauthorization of the Violence Against Women Act, which attempts to protect women from domestic violence, stalking, and date rape. She believes businesses have a right to refuse service to gay couples. She also believes they should not have the right to marry. These are not MY Tennessee values. I will be voting for Phil Bredesen for Senate and Jim Cooper for House of Representatives. Please, please educate yourself on the candidates running in your state and vote based on who most closely represents your values. For a lot of us, we may never find a candidate or party with whom we agree 100% on every issue, but we have to vote anyway. So many intelligent, thoughtful, self-possessed people have turned 18 in the past two years and now have the right and privilege to make their vote count. But first you need to register, which is quick and easy to do. October 9th is the LAST DAY to register to vote in the state of TN. Go to vote.org and you can find all the info. Happy Voting! 🗳😃🌈

A post shared by Taylor Swift (@taylorswift) on

Ela continuou o texto falando sobre as diferentes formas de discriminação que as pessoas sofrem. “Eu acredito na luta pelos direitos LGBT, e que qualquer forma de discriminação baseada em orientação sexual ou gênero é ERRADA. Acredito que o racismo sistêmico que ainda vemos neste país em relação a pessoas de cor é aterrorizante, repugnante e predominante“.

*Leia também:
Em entrevista, Joe Alwyn quebra o silêncio e fala sobre relacionamento com Taylor Swift

Taylor Swift chora em show ao relembrar assédio sexual: “Parte horrível da minha vida”; assista!

Taylor ainda explicou suas convicções na hora de escolher um candidato. “Eu não posso votar em alguém que não esteja disposto a lutar por dignidade para TODOS os americanos, não importa sua cor de pele, sexo ou quem eles amam. Concorrendo para o Senado no estado do Tennessee há uma mulher chamada Marsha Blackburn. Por mais que eu tenha feito no passado e gostaria de continuar votando por mulheres no cargo, não posso apoiar Marsha Blackburn“.

Ela continuou e explicou os motivos pelos quais não votaria em Marsha, candidata republicana. Dentre eles, o fato dela ter votado contra o projeto de lei que protege mulheres que sofreram violência doméstica, contra o casamento de pessoas do mesmo sexo e contra a igualdade de salários. “Eu estarei votando para Phil Bredesen para o Senado e Jim Cooper para a Câmara dos Representantes. Por favor, por favor, informe-se sobre os candidatos que estão concorrendo em seu estado e vote com base em quem representa mais de perto seus valores. Para muitos de nós, talvez nunca encontremos um candidato ou partido com quem concordemos 100% em cada questão, mas temos que votar de qualquer maneira”.

Essa publicação gerou uma comoção nas redes sociais. Alguns fãs ficaram realmente felizes com o fato da cantora ter se posicionado politicamente, já outros, mais conservadores, não gostaram nada do apoio dela a Phil e não pouparam xingamentos e comentários maldosos a Taylor. O extremo foi quando um deles gravou um vídeo queimando o CD da cantora, como um modo de protestar contra o que ela falou.

Outros fãs usaram a publicação da cantora para mostrar a desaprovação. “Eu tinha muito respeito por você até hoje. Você deveria ficar fora da política. Eu deixei minha filha ir ao seu show na sexta”, disse um seguidor. “Que nojo. Eu vou excluir e queimar o meu CD Reputation. Não acredito que eu apoiava ela”, escreveu outro.

(Vimos em Hugo Gloss)


Pete Davidson critica discurso de Kanye West na TV: “Ser mentalmente doente não é uma desculpa para agir como um idiota”